Grandes Empresas

Planos Corporativos

To play, press and hold the enter key. To stop, release the enter key.

press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom

Grandes Empresas

Simples

Preencha apenas um formulário simples e nós cuidamos do resto.

Rápido

Orçamento em alguns minutos.

Melhores opções

Solicite Orçamento e receba as melhores opções do mercado.

Contrate seu

plano hoje

Cobertura assistencial

É o conjunto de procedimentos da área da saúde que o beneficiário tem direito, previsto na legislação de saúde suplementar e no contrato assinado na compra  do plano de saúde. 
Ao contratar um plano, observe a segmentação assistencial (ambulatorial, hospitalar com ou sem obstetrícia, odontológico e referência), o tipo de acomodação (apartamento ou enfermaria), a abrangência geográfica do contrato (municipal, grupo de municípios, estadual, grupo de estados ou nacional) e a  área de atuação (conjunto de estados ou municípios que compõem a abrangência geográfica

Plano de Saude Empresarial

Quem é quem no setor privado
A Saúde Suplementar reúne os serviços prestados por operadoras de saúde, assim classificadas:
 Seguradora Especializada em Saúde Medicina de Grupo  Odontologia de Grupo  Cooperativa Médica Cooperativa Odontológica Autogestão Filantropia Administradora de Benefícios

 

 Plano de saúde coletivo empresarial 

o plano de saúde coletivo empresarial, o contrato entre a empresa ou
órgão público e a Operadora de Plano de Saúde é firmado, para prestar
assistência médica aos profissionais que possuam vínculo empregatício
ou estatutário. O vínculo poderá abranger ainda, desde que previsto em
contrato, sócios, administradores, demitidos, aposentados, agentes políticos,
trabalhadores temporários, estagiários e menores aprendizes, além dos dependentes legais

cônjuge ou companheiro do empregado.
A empresa ou o órgão público podem subsidiar, total ou parcialmente, os
custos ou pagamento das mensalidades.

Por que os planos de saúde empresariais,  em alguns casos, têm valores mais acessíveis?

porque o plano coletivo é contratado por um número maior de pessoas e no mesmo momento. Desta forma, o contratante tem uma margem mais ampla para negociação dos valores, o que barateia o plano de saúde para o beneficiário final. A grande diversidade do perfil de participantes em uma mesma carteira de clientes também dilui as despesas, permitindo a viabilidade financeira do plano

Por que os planos de saúde ficam mais caros com o avançar da idade

Como se sabe, a probabilidade de internações e longos tratamentos, cada vez mais caros, é bem maior com a idade. Com isso, sobem também as despesas, que impactam as mensalidades. Por isso,  planejar a aposentadoria e assegurar reservas futuras é tão importante para toda sociedade.


 

Os termos mais usados quando o assunto é plano de saúde

Área Geográfica de Abrangência Deve-se avaliar bem se há necessidade de um plano de saúde que atenda apenas no município do beneficiário ou em outros municípios, no estado, em outros estados ou em todo o Brasil. A área geográfica do plano deve estar expressa de forma clara no contrato do plano de saúde.


Coparticipação É a participação na despesa assistencial a ser paga pelo beneficiário diretamente à operadora, após a realização do procedimento.

Nos planos em que há coparticipação, além da mensalidade, o beneficiário arca com parte do valor de alguns procedimentos quando utilizá-los. Portanto, o valor a ser pago por cada procedimento deve ser menor que o pagamento integral do procedimento. O contrato deve ser pesquisado para saber quais procedimentos (consultas, exames etc.) estão sujeitos à cobrança de coparticipação.


Diferença de preço entre faixas etárias Os preços dos planos de saúde são determinados em função dos custos e da frequência de utilização dos procedimentos médicos. Decorrente disso, os preços dos planos podem variar de acordo com as faixas etárias dos beneficiários. Por exemplo, o preço de um plano para um indivíduo de 20 anos tende a ser mais baixo do que o preço cobrado para alguém de 60 anos. Isso porque uma pessoa idosa, em geral, precisa de cuidados médicos com mais frequência.

 A ANS estabeleceu limitações com relação às variações entre as faixas etárias. Por exemplo, o preço da última faixa não pode ser mais de seis vezes o valor estabelecido para a primeira faixa.


Franquia Franquia é o estabelecimento de um valor até o qual a operadora não tem responsabilidade de reembolso, nem de pagamento, nem de pagamento à rede credenciada ou referenciada. A franquia estipulada é paga pelo beneficiário de plano de saúde diretamente ao prestador de serviços de saúde.

Operadoras de Planos de Saúde As operadoras são empresas que vendem planos de saúde. Deve-se verificar se a operadora escolhida e o plano a ser contratado têm registro na ANS.Para isso, consulte www.ans.gov.br > Planos de Saúde e Operadoras > Informações e Avaliações de Operadoras > Consultar dados ou ligue para o Disque ANS: 0800 701 9656.


Pagamento das mensalidades Deve-se verificar a data de vencimento da mensalidade e evitar pagar com atraso. Se os períodos de atraso no pagamento somados ao longo dos últimos 12 meses forem superiores a um total de 60 dias, corridos ou não, a empresa que vendeu o plano de saúde poderá rescindir o contrato, desde que o beneficiário seja comprovadamente comunicado até o 50º dia de atraso do pagamento da mensalidade. 


Plano de saúde coletivo empresarial Plano contratado por uma empresa ou instituição para seus funcionários, com ou sem seus respectivos grupos familiares.

Preços dos planos de saúde Os preços variam de acordo com a faixa etária, cobertura, rede credenciada, abrangência geográfica e percentual ou valor de fator moderador (coparticipação ou franquia).


Rede Prestadora É o conjunto de profissionais e estabelecimentos de saúde (profissionais de saúde, clínicas, laboratórios e hospitais), próprios, credenciados ou referenciados pelos planos de saúde.

Tipos de plano – segmentação assistencial Deve-se observar se o plano escolhido atende às necessidade de cobertura.


Plano  referência: Obrigatoriamente  oferecido pelas empresas que vendem planos de saúde. Garante assistência ambulatorial, hospitalar e obstétrica, com cobertura integral nos casos de urgência e emergência com acomodação em enfermaria.

 

Plano ambulatorial: Inclui os atendimentos em consultas, sem limite de quantidade, e os procedimentos diagnósticos e terapêuticos para os quais não seja necessária internação hospitalar, além de cobertura para pré-natal.


Plano hospitalar com obstetrícia: Além do que está incluído no plano sem obstetrícia, o plano com obstetrícia inclui pré-natal, parto e pós-parto. Também é garantido o atendimento ao recém-nascido, por 30 dias, assim como sua inscrição como dependente sem o cumprimento de carências pelo bebê, desde que o titular (pai ou mãe) já tenha cumprido.


Plano odontológico: Inclui os procedimentos odontológicos realizados em consultório. As cirurgias odontológicas que necessitem de estrutura hospitalar só serão integralmente cobertas se o plano hospitalar também tiver sido contratado.


Combinações de planos: As empresas que vendem planos de saúde podem oferecer combinações diferentes de planos, à exceção do plano tipo referência, como por exemplo: plano ambulatorial; plano hospitalar; plano ambulatorial + hospitalar com obstetrícia; plano ambulatorial + hospitalar + odontológico e com obstetrícia; entre outros. Caberá ao beneficiário escolher o que for mais adequado às necessidades

Plano de Saude Empresarial
PLANOS DE SAUDE EM SALVADOR, PLANOS DE SAUDE NA BAHIA

To play, press and hold the enter key. To stop, release the enter key.

press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
Solicite já!
PREENCHA SEUS DADOS E
NÓS ENTRAMOS EM CONTATO!

EMPRESARIAL

GRANDES EMPRESAS

100 A 10.000 FUNCIONÁRIOS

PLANOS DE SAÚDE

PLANO ODONTOLÓGICO

SEGUROS DE VIDA